OEE e Apontamento de Produção

Conheça a real eficiência produtiva da sua empresa e automatize os processos de controle e apontamento de produção no seu ERP

OEE e Apontamento de Produção

Conheça a real eficiência produtiva da sua empresa e automatize os processos de controle e apontamento de produção no seu ERP

O OEE – Overall Equipment Effectiviness ou Eficiência Geral dos Equipamentos, é o indicador mais utilizado para medir a eficiência dos recursos disponíveis nas empresas. O cálculo do OEE é feito comparando a quantidade total de itens adequados produzidos e a quantidade total que poderia ser produzida por um equipamento em condições ideais.

O módulo OEE e Apontamento de Produção coleta e registra dados como parada de máquinas, tempos de produção, quantidade de refugos e outros. Esses dados e relatórios podem ser usados como base para tomada de decisões que podem levar a otimização da produção.

Atrelado à medição do OEE está a integração com o ERP para a baixa das ordens e operações de produção. Da mesma forma é possível retornar automaticamente os apontamentos de produção para o ERP.

O OEE – Overall Equipment Effectiviness ou Eficiência Geral dos Equipamentos, é o indicador mais utilizado para medir a eficiência dos recursos disponíveis nas empresas. O cálculo do OEE é feito comparando a quantidade total de itens adequados produzidos e a quantidade total que poderia ser produzida por um equipamento em condições ideais.

O módulo OEE e Apontamento de Produção coleta e registra dados como parada de máquinas, tempos de produção, quantidade de refugos e outros. Esses dados e relatórios podem ser usados como base para tomada de decisões que podem levar a otimização da produção.

Atrelado à medição do OEE está a integração com o ERP para a baixa das ordens e operações de produção. Da mesma forma é possível retornar automaticamente os apontamentos de produção para o ERP.

O Processo

ENCAMINHAMENTO DAS OPs

O PCP gera as ordens de produção que são encaminhadas à linha para execução dos trabalhos.

INÍCIO DAS OPs

As ordens de produção recebidas são iniciadas pelo operador da máquina, que realiza a leitura do código de barras da mesma. O operador também pode se identificar e identificar qual ferramenta será utilizada pela máquina.

COLETA DE DADOS

A coleta de dados pode ser realizada através de diferentes tecnologias, e as informações de ciclo da máquina são enviadas ao sistema e apresentadas ao operador.

INTERFACE

Na interface do operador são apresentadas as informações pertinentes como número da OP, a quantidade planejada, número de ciclos realizados, peças produzidas e outros. Também são disponibilizadas diversas opções, como apontamento de peças refugadas e paradas da máquina com justificativa, troca de usuário, modificação de quantidade de peças produzidas por ciclo e finalização total ou parcial da ordem de produção.

DADOS COLETADOS

Os dados são enviados para o servidor, processados e armazenados no banco de dados.

DASHBOARDS

Informações como o tempo de produção, tempo de máquina parada, eficiência de máquina, peças produzidas e outras são apresentadas em dashboards espalhadas pela produção e áreas de gestão.

CONSULTA DE RELATÓRIOS

Usuários chave podem consultar relatórios detalhados de todas as operações realizadas e futuras de forma rápida na interface web do sistema.

ALERTAS E CONSULTAS

Alertas e consultas podem ser criados para diversos pontos do sistema e são enviados via email, notificação no aplicativo mobile da AKR ou aplicativo Telegram. 

– Controle total da produção;

– Organização das ordens de produção;

– Otimização de mão de obra;

– Redução de custos por má utilização de recursos;

– Digitalização de informações da produção.

– Integração com os principais ERPs do mercado.

A AKR garante diversos diferenciais no desenvolvimento dos nossos sistemas, como a ORIENTAÇÃO A SERVIÇO – desenvolvidos como um agrupamento de serviços, garantem o acesso e funcionamento em qualquer local -, TECNOLOGIA DISTRIBUÍDA – as tecnologias estão espalhadas por diversos locais, como no servidor, na coleta de dados nas maquinas e nas funcionalidades do computador -, VIRTUALIZAÇÃO – virtualizam as rotinas normais, indo de encontro à Fábrica Sem Papel -, INTEROPERABILIDADE – trocam informações tanto internamente, entre os módulos, quanto com outros sistemas – e INTEGRAÇÃO COM SISTEMAS PROPRIETÁRIOS – podem ser integrados com sistemas de terceiros. 

Nossa proposta de valor incluí FLEXIBILIDADE – nossos sistemas podem ser instalados na sua totalidade ou em parte, por módulo -, GESTÃO CENTRALIZADA – todos os dados coletados ficam disponíveis na mesma plataforma -, CONFIABILIDADE – sua empresa estará trabalhando com dados reais da produção – e VALOR ACESSÍVEL – a modularidade dos sistemas permite que os preços sejam acessíveis a indústrias de pequeno, médio e grande porte.

Confira algumas telas do sistema

Clique nas imagens para visualizar em tela cheia.